Informativos

Mesa redonda discute as Ciências Humanas e inovação

Na última segunda-feira (5) aconteceu a Mesa Redonda que discutiu as Ciências Humanas e Sociais aplicadas na UFV.  O vice-retitor Carlos Cardoso Galvão, o presidente da FAPEMIG Evaldo Vilela, a diretora do Centro de Ciências Humanas Letras e Artes Maria das Graças Soares Floresta, o professor Luís Carlos e o professor e coordenador do grupo de Ciências Cognitivas e Semiótica João Queiroz formaram a mesa de abertura.

 

A diretora do CCH Maria das Graças Floresta lembrou que o fórum continua até 2017 e que os objetivos da criação deste são criar reflexos sobre o desenvolvimento da pesquisa e a necessidade de uma sinergia mais assentada entre as áreas. O presidente da FAPEMIG, Evaldo Vilela, ressaltou a importância das Ciências Humanas para a inovação tecnológica e como o Brasil ainda importa muita tecnologia e não a exporta.

 

Mesa de abertura do III Fórum de Pesquisa do CCH

Mesa de abertura do III Fórum de Pesquisa do CCH

 

O professor Luís Oostebeek discutiu o conceito de Ciências Humanas e explicou que este surgiu para que haja reflexões acadêmicas e para diminuir os traumas das Grandes Guerras Mundiais. João Queiroz, professor e coordenador do grupo de Ciências Cognitivas e Semióticas da UFJF, exibiu dois vídeos para mostrar que a tecnologia imita os movimentos humanos ainda está em desenvolvimento. Disse ainda de um projeto que desenvolveu uma criatura virtual com certa arquitetura cognitiva para que esta interaja com o ambiente com predadores e observar quais serão os sinais e signos usados para as situações apresentadas.

 

Após as apresentações, questões foram levantadas sobre as fronteiras do conhecimento interdisciplinar e os efeitos desse nos cursos universitários, a mercantilização das Ciências Humanas como, por exemplo, o mercado de produtos arqueológicos e como esses projetos interdisciplinares são financiados. Foi levantada, também, a forma de aprendizagem dos softwares de Inteligência Artificial.

 

Para o estudante de Administração Rafael Farias, que apesar de não ter assistido ao evento todo, é importante “relacionar softwares e a área de humanaspara integrar a parte tecnológica às humanidades”. Já para o presidente da FAPEMIG Evaldo Vilela, o evento tem como importância “entender a Ciência Humana como um método para que esta seja cada vez mais valorizada no meio acadêmico e o entendimento do valor da ciência é crucial para a formação dos jovens”

SAIBA MAIS SOBRE A UFV

Equipe de Desenvolvimento Web/UFV - 2013 - Mantido com Wordpress